30 outubro, 2009

Notebook flying notes #4

Qualquer massa disforme desperta minha imaginação para formar algum desenho. Um fio de cabelo meio torto grudado no azulejo do box, por exemplo, é suficiente para me fazer imaginar alguma coisa maluca, fofa, monstruosa, sutil. Chegando em Belo Horizonte o céu estava lindo lindo, com gordas nuvens esparramadas abaixo e acima do avião. Nem precisei de papel e tinta.

Nenhum comentário: