22 fevereiro, 2007

mauren's return

Após minhas longas e tresloucadas férias, retorno com uma tira que fiz ano passado embora recentemente finalizada.

Abaixo da tira vemos uma ode ao carnaval 2007, muito bem aproveitado com o namorado, a irmã e a Alana em Porto Alegre. Ou melhor, na SAPA (Sociedade Amigos de Porto Alegre), uma espécie de "clube" alcunhado por Luís Fernado Veríssimo para a capital gaúcha durante os desérticos meses de verão, quando a massa vai ao litoral e deixa os sobreviventes do inferno aproveitando salas de cinema vazias e tranqüilas, entre outras vantagens de uma cidade fantasma.


Em uma de minhas bebedeiras com minha digníssima irmã Lau, fizemos essa letra para uma marchinha de carnaval em homenagem à SAPA. Aguardem gravação com acompanhamento de egg shaker. Ei-la:

(refrão)
No carnaval da SAPA
não tem pra ninguém
Quem tá na capital
tem que sambar também

O meu amor
tem que trabalhar
E não tem remédio
Vai ter que trampar

A cidade toda
vai ficar vazia
E a Cidade Baixa
vai ter só folia

refrão 2x

Cinema na cidade
é uma tranqüilidade
A sala está vazia
Fornicagem e alegria

As mina sem calcinha
os cara com a maldade
É só felicidade
é a SAPA na cidade!

refrão 2x